11 de dez de 2009

Propaganda eleitoral é um erro.


Um cidadão comum que leva seu currículo a uma empresa, como é este currículo? Simples sem enfeites, desta forma o responsável pela analise, não se desvia de seu foco principal o que o candidato tem a oferecer a empresa, nada mais.

Assim deveria ser a campanha eleitoral, sem enfeites cores ou qualquer artificio que desviasse a atenção do eleitor dos dados fundamentais do politico. Todo material de campanha deveria ser em preto e branco, incluindo sites e tudo mais, apenas com as informações básicas, e comprovadas, incluindo informações sobre o patrimônio contas bancarias, estas deveriam ser abertas para qualquer pessoa saber quanto tem lá a qualquer momento e após um certo tempo do final do mandato do mesmo, pois afinal o politico não é um homem publico, tudo dele tem que ser publico.

Veja as fotos acima, um desrespeito ao eleitor, uma irresponsabilidade da justiça eleitoral de permitir que uma eleição seja transformada em uma brincadeira, e este santinho apenas mostra um pobre cidadão que sem perceber participa deste modelo, pois ele mesmo com certeza já foi movido a votar por artifícios publicitários, que aliás nosso país é um dos melhores do mundo, mas estes artifícios não deveriam ser usados para eleger candidatos a cargos eleitorais.

Sei que um modelo deste é utopia, mas esta é minha ideia.


É permitida a reprodução total ou parcial deste artigo, desde que citada sempre a fonte.

Nenhum comentário:


Indique este Site para seus amigo, clicando aqui, obrigado :-).